Dulce Quental é mãe, cantora e compositora (não nessa ordem). Cronista em busca da poesia esquecida destes dias perdidos, Dulce (sobre) viveu aos anos 80, e procura uma forma de se renovar sem se tornar cinza.  Ela ouve a voz da chuva, acredita no poder do desejo, e brinca de amar o cinema, a música e a vida.

BOAS NOVAS

Dulce Quental: Fantasmas, Fantomas e Fantasias

Por Jonas Sa

Chegando às plataformas digitais no dia 19 de novembro, Apenas Uma Fantasia, novo single de Dulce Quental, é o primeiro de seu novo álbum, “Sob O Signo Do Amor” e revela uma artista que se reinventa de acordo com seu tempo.

Para falar do dilema da vida no caos das redes sociais, onde nos desencontramos dos nossos desejos autênticos em meio à multidão de miragens digitais, a cantora e compositora, se entrega a metalinguagem e reestrutura sua própria canção.

Livre e inventivamente, recorta versos e vozes e os cola onde lhe parece interessante. Pratica, através dessas e de outras colagens, a mesma “desordem da imaginação” que salta dos versos por ela escritos e cantados.

A faixa se desenvolve em caminhos capilares, sem nunca olhar para trás. A música nunca volta ao mesmo arranjo de antes e a canção, de forma repentina e natural, se torna um rap.

Pairando sobre batidas sincopadas de MPC, coros harmônicos, matizes de sintetizadores analógicos e as guitarras inconfundíveis de Pedro Sá (produtor do disco, assim como eu), Dulce canta e versa sobre fantasmas mentais, corta pensamentos metafísicos com o celular e, em seguida, faz o paralelo entre smartphone e o lago de Narciso. Tudo isso para concluir que corpo e mente se nutrem de fantasias e que o desejo é uma condição inegociável do ser-humano.

“Essa canção é apenas uma fantasia”, canta uma Dulce Quental que nunca ouvimos, projetada para fora da explosão de quem ela é causa e consequência; como a estrela dançante de Nietzsche, impulsionada pela força do caos.

 

Produzido por Jonas Sá & Pedro Sá

Arranjado por Jonas, Pedro & Dulce Quental

Mixado por Duda Mello

Masterizado por Ricardo Garcia

Capa: Rodrigo Sommer

Foto: Nana Moraes

Produção de arte & Visage: Rodrigo Bastos

Assessoria de imprensa: Eliane Verbena

 

Dulce Quental – Voz

Pedro Sá – Baixos, Guitarras Base, Wah & Solo 

Jonas Sá – Coros, MPC, Piano Fender Rhodes, Sintetizadores Grain Sample Manipulator (Reason), Korg Polysix, Minimoog, Yamaha CS-50 & Arp Oddissey 

Thiago Nassif - Guitarra

Assine

E N T R E

Se inscreva e te dou uma canção roubada.

EXPERIMENTE

ARQUIVO PESSOAL

You are visitor number: 2257